Páginas

sábado, 9 de junho de 2012

Características da Federação Brasileira


CARACTERÍSTICAS DA FEDERAÇÃO BRASILEIRA
i)                    Descentralização política: Os entes da federação possuem autonomia.

ii)                  Repartição de competência – garante a autonomia entre os entes federativos, e assim, o equilíbrio da federação.

iii)                Constituição rígida como base jurídica: As competências dos entes da federação estão estabelecidas numa constituição rígida para garantir a distribuição de competências entre os entes autônomos, surgindo assim, uma verdadeira estabilidade institucional.

iv)                Inexistência do direito de secessão: Não se permite o direito de retirada de algum ente da federação, tanto que a tentativa de retirada enseja a intervenção federal.

Conforme o princípio da indissolubilidade do vínculo federativo, a República Federativa do Brasil é formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal (art. 1º da CF).

A Constituição Federal estabelece no art. 34, I que a tentativa de retirada ensejará a decretação da intervenção federal no Estado rebelante.

Art. 34, I – CF:

A União não intervirá nos Estados nem no Distrito Federal, exceto para:
I - manter a integridade nacional”.

A forma federativa de Estado é um dos limites materiais ao poder de emenda, não será objeto de deliberação a proposta de emenda tendente a abolir a forma federativa de estado (art. 60, §4º, I da CF).

v)                  Soberania do Estado Federal: A partir do momento que os Estados ingressam na Federação perdem a soberania. Enquanto os estados são autônomos entre si, nos termos da Constituição Federal, o País é soberano (art. 1, I – CF).

vi)                Intervenção – diante de situações de crise, o processo interventivo serve para assegurar o equilíbrio federativo, e assim, a manutenção da federação.

vii)              Auto-organização dos estados-membros: Os Estados organizam-se através da elaboração das constituições estaduais.
 
Art. 25 – CF:

“Os Estados organizam-se e regem-se pelas Constituições e leis que adotarem, observados os princípios desta Constituição”.

viii)            Órgão representativo dos estados-membros: Senado.

 
Art. 46 – CF:

“O Senado Federal compõe-se de representantes dos Estados e do Distrito Federal, eleitos segundo o princípio majoritário.
§ 1º - Cada Estado e o Distrito Federal elegerão três Senadores, com mandato de oito anos.
§ 2º - A representação de cada Estado e do Distrito Federal será renovada de quatro em quatro anos, alternadamente, por um e dois terços.
§ 3º - Cada Senador será eleito com dois suplentes”.

ix)                Órgão guardião da Constituição: Supremo Tribunal Federal.

 Art. 102 – CF:

“Compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição...”

x)                  Repartição de receitas: assegura o equilíbrio entre os entes federativos (arts. 157 a 159 -  CF). 


 
Referências bibliográficas:
Lenza, Pedro. Direito Constitucional Esquematizado. São Paulo (SP), Editora Saraiva – 2011
Silva, De Plácido e. Dicionário Jurídico Conciso. Rio de janeiro (RJ), Editora Forense – 2008
Pinto, Antônio Luiz de Toledo e outros. Vade Mecum. São Paulo (SP). Editora Saraiva – 2011

2 comentários:

  1. Excelente artigo, parabéns! =)

    Tirou todas as minhas dúvidas a respeito do assunto.

    Abraços!

    http://diariojurista.com/

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo artigo, bela iniciativa amigo...

    ResponderExcluir